Livro-disco “Meninos Cantores” 2005

Pista Interativa
Making of
Documentário
Videoclipes

Meninos Cantores é um trabalho pioneiro realizado com escolas da Galiza e do Norte de Portugal. A iniciativa nasce da colaboração entre a organização educativa Ponte…nas ondas! a equipa de Casa de Tolos, A apresentação, por parte das escolas integrantes do coletivo Ponte…nas ondas! da candidatura do Património Imaterial Galego-Português ante a UNESCO, foi a chispa que prendeu esta iniciativa. O trabalho consistiu numa exploração do património musical comum a Galiza e Portugal, a transmissão às novas gerações desde as aulas e, ao mesmo tempo, a recolha de mostras do património da comarca.

Para poder realizá-lo contamos com a participação de professores de música e alunos de dezassete escolas. O resultado final foi o seguinte:

Um CD que inclui:

Um DVD que inclui:

  • Um documentário sobre o processo de realização do projeto ( Making of ) narrado em quatro idiomas (galego, português, castelhano e inglês).
  • Um documentário sobre os costumes e a tradição oral comuns a ambos lados da fronteira, narrado em quatro idiomas como o anterior.
  • Um videoclipe de cada escola.
  • Trinta e dois karaokes.

Um livro que inclui:

Tudo isto é o resultado de um trabalho que realizou Ponte…nas ondas! Em apoio da Candidatura do Património Imaterial Galego- Português desde princípios do ano 2005.
A primeira fase, uma vez decididos as escolas participantes, foi a gravação dos temas que prepararam os alunos. Uma vez feito isto, contamos com as participações de músicos de ambos lados da fronteira para lhe dar o toque final às canções.

Como broche final decidimos gravar um videoclipe com a participação de todas as crianças que participaram no projeto. “Mais perto”, com letra de Uxía Senlle, foi o tema eleito. O lugar no que se levou a cabo foi a antiga ponte internacional Tui-Valença. Essa foi a apoteose final dos Meninos Cantores, o ponto de confluência de todos os esforços.

Este projeto é um referente mundial do trabalho com crianças sobre o património oral e imaterial comum a dois países. São as crianças os que mediante a interpretação da tradição, acreditam um património para o futuro.